In search of good relations between traditional handicraft and design: a case study in Tiradentes, Minas Gerais

Authors

  • Ana Luiza Cerqueira Freitas
  • Maria Regina Álvares Correia Dias

DOI:

https://doi.org/10.29147/dat.v6i3.438

Keywords:

Design, Handicraft, Tradition, Knowledge

Abstract

The study deals with traditional handicrafts and their relationship with design, from a theoretical and field perspective. The work prioritized the case study with experienced craftsmen in the exercise of crafts to identify and analyze own productive repertoires of territory as well as understanding methods of creation and development of products, cultural dynamics, and identify techniques and principles that guide the crafts. The purpose is to discuss possible strategic relations between the activity of traditional handicrafts and the design field, considering respect, alterity, the values of the craftsman and his territory of origin.

Downloads

Download data is not yet available.

Author Biographies

Ana Luiza Cerqueira Freitas

Doutora em Design, mestre em Engenharia de Produção, graduada em Design Industrial pela FUMA. Trabalha como docente da Escola de Design da Universidade do Estado de Minas Gerais. Autora do livro Design e Artesanato (2017, 2. ed.). Atua no desenvolvimento de projetos, pesquisas, ações de extensão e oficinas nas áreas de processo criativo, design, produção artesanal, memória e valorização de território. Atua como pesquisadora do projeto Estruturação do Sistema de Gestão do Artesanato Brasileiro: diagnóstico e planejamento estratégico, UFMG (2021).

Maria Regina Álvares Correia Dias

Doutora em Engenharia e Gestão do Conhecimento, mestre em Engenharia de Produção, ambos pela Universidade Federal de Santa Catarina, graduada em Design Industrial pela Fuma. É professora e pesquisadora da Escola de Design da UEMG nos cursos de graduação, mestrado e doutorado em Design. Coordenou o Programa de Pós-Graduação em Design (PPGD-UEMG) e coordena o Centro de Estudos Teoria, Cultura e Pesquisa em Design. Editora dos Cadernos de Estudos Avançados em Design (2010-2021) e editora-chefe da revista Pensamentos em Design (2021).

References

ALBINO, Cláudia Regina da Silva Gaspar de Melo. Os sentidos do lugar: valorização da identidade do território pelo design. Tese (Doutorado em Design) – Universidade de Aveiro, Aveiro, 2014.

BARDI, Lina Bo. Tempos de grossura: o design no impasse. São Paulo: Instituto Lina Bo e P. M. Bardi, 1994.

BONSIEPE, Gui. Design, cultura e sociedade. São Paulo: Blucher, 2011.

BRASIL. Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços. Portaria No 1.007-SEI: Base conceitual do artesanato brasileiro. Diário Oficial da União: Brasília 11 ago. 2018.

CARDOSO, Rafael.Uma introdução à história do design. São Paulo: Blucher, 2004.

CASCUDO, Luís da Câmara. Dicionário do Folclore Brasileiro. 9. ed. São Paulo: Global, 2000.

COLOMBIA. La ley del artesano. In: Ministerio de Desarrollo Económico, Bogotá, 1987. Dis¬ponível em: http://www.artesaniasdecolombia.com.co/Documentos/Contenido/468_ arte¬sanias-ley-artesano.pdf. Acesso em: 20 out. 2019.

CORREIA, Susana. Design e Artesanato. In: Cadernos de Design – A alma do design. Lisboa: Centro Português de Design, 2003. p. 8-15.

FRANÇA, Luiz Gonzaga. Trajetória no ofício de ferreiro: Mestre Zinho. [Entrevista ce¬dida a Ana Luiza Cerqueira Freitas]. Conceição da Barra de Minas (MG), 2 h. de duração, 08 jan. 2020.

FRANZATO, Carlo. Design dei Beni culturali nel progetto territoriale. Tese (Dottorato di Ricerca in Design e tecnologie per la valorizzazione dei beni culturali – XX ciclo) – Politec¬nico di Milano, Milão, 2008.

FREITAS, Ana Luiza Cerqueira; COSTA, Andreia; MENEZES, Marlette. O design e a produção artesanal na pós-modernidade. In: Anais 8º. Congresso Brasileiro de Pesquisa e Desenvol¬vimento em Design. São Paulo: Centro Univ. Senac, 2008, 08-11 out. 2008. p. 1-5.

IER. História; Caminhos; Cidades. In: Instituto Estrada Real. Belo Horizonte: Instituto Es¬trada Real/FIEMG. Disponível em: http://institutoestradareal.com.br /estrada real. Acesso em: 05 dez. 2019.

INGOLD, Tim; KURTTILA, Terhi. Percebendo o ambiente da Lapônia finlandesa. ICampos – Revista de Antropologia Social. Curitiba: UFPR, v. 19, n. 1. p. 169-182, jan-jun, 2018.

IPHAN. Tiradentes (MG). In: Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional, Dis¬ponível em: http://portal.iphan.gov.br/pagina/detalhes. Acesso em: 11 ago. 2020.

LEITE, João de Souza (org.) Aloísio Magalhães. Bens culturais do Brasil: um desenho pro¬jetivo para a nação. Rio de Janeiro: Bazar do Tempo, 2017.

LIMA, Ricardo. Cinco pontos para discussão. In: Instituto do Patrimônio Histórico e Artís¬tico Nacional. Brasília: IPHAN, 2014. Disponível em: http://portal.iphan.gov. br. Acesso em 13 set. 2018.

LOMBELLO, Luciano da Silveira. Trajetória no ofício de ferreiro. [Entrevista cedida a Ana Luiza Cerqueira Freitas]. Tiradentes (MG), 10 jan. 2020, com 1 hora e 30 minutos de du¬ração, 2020.

MAGALHÃES, Aloísio. E Triunfo? A questão dos bens culturais no Brasil. Rio de Janeiro: Nova Fronteira; Brasília: Fundação Pró-Memória, 1985.

MARTINS, Gilberto de Andrade; THEÓPHILO, Carlos Renato. Metodologia da investigação científica para ciências sociais aplicadas. São Paulo: Atlas, 2007.

NUGHARA, Adhi. Transforming tradition: a method for maintaining tradition in a craft and design context. Helsinki: Aalto University Publication, 2012.

SEBRAE – Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas. Termo de Referência - Atuação do Sistema Sebrae no Artesanato. Brasília: SEBRAE, 2010.

SEBRAE – Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas. Mestres Minas, Ofí¬cios Gerais – resgate cultural do artesanato mineiro. Belo Horizonte: SEBRAE, 2001.

SILVA, Daniel Luiz. Aprendiz de ferreiro. [Entrevista cedida a Ana Luiza Cerqueira Freitas]. Entre Rios de Minas (MG), 08 jan. 2020, com 1 hora de duração, 2020.

SILVA, João Goulart. Trajetória no ofício de escultor e entalhador em madeira. [Entre¬vista cedida a Ana Luiza Cerqueira Freitas]. Tiradentes (MG), 27 jul. 2019, com 2 horas de duração, 2019.

SILVA, Lucas Santana. Trajetória no ofício de escultor e entalhador em madeira. [Entre¬vista cedida a Ana Luiza Cerqueira Freitas]. Tiradentes (MG), 07 jan. 2020, com 1 hora e 30 minutos de duração, 2020.

WDO – World Design Organization. Definition of industrial design; Code of professional eth¬ics. Disponível em: https://wdo.org/. Acesso em 13 set. 2019.

YIN, Robert K. Estudo de caso: planejamento e métodos. 4. ed. Porto Alegre: Bookman, 2010.

Published

2021-10-18

How to Cite

Freitas, A. L. C., & Dias, M. R. Álvares C. (2021). In search of good relations between traditional handicraft and design: a case study in Tiradentes, Minas Gerais. DATJournal: Design, Art and Technology, 6(3), 69–86. https://doi.org/10.29147/dat.v6i3.438