Challenges and perspectives on consolidation of Graduation Program in Design at UFMA

a look at the last quadrennium

Authors

  • Raquel Gomes Noronha
  • Raimundo Lopes Diniz
  • Denilson Moreira Santos

DOI:

https://doi.org/10.29147/dat.v6i3.450

Keywords:

Design research, Local knowledge, Technologies, Interdisciplinarity

Abstract

This paper contextualizes the Graduate Program in Design at the Feder-al University of Maranhão (PPGDg-UFMA) in the city of São Luís, Maranhão, and presents, in a historical perspective, the changes around the lines of research in line with the faculty and the impacts on student education, encompassing the description of the quadrennium activities between 2017 and 2020. Institutional initiatives and actions for its maintenance and qualification as a graduate program are discussed, following the new CAPES guidelines. From the partnerships at the local and national level, over the years, a vision and positioning of a program that impacts socially and culturally its surroundings emerges and, through the strengthening of the teaching, research and extension tripod, it is articulated in favor of sustainable and interdisciplinary ways of doing and thinking about design at the graduate level. Finally, it brings the debate on the implications and challenges for the qualification and consolidation of a program located in the Legal Amazon, considering the regional, historical and technological characteristics.

Downloads

Download data is not yet available.

Author Biographies

Raquel Gomes Noronha

É Designer (ESDI, 2001), mestre e doutora em Ciências Sociais (PPCIS-UERJ, 2015). Profes-
sora adjunta da Universidade Federal do Maranhão, do Departamento de De-
senho e Tecnologia. É a atual coordenadora do Programa de Pós-Graduação em Design. É lider do NIDA – Núcleo de pesquisas em inovação, design e antropologia (CNPq), e pesquisa sobre as relações entre artesãs, materiais, formas de conhecimento e práticas criativas, em uma abordagem decolonial do design. Integraa equipe do PROCAD-AM “Comunidades Criativas e Saberes Locais”, em parceria com a UEMG e UFPR; desde 2019 é Consultora Regional da América Latina no Programa “Gender Design on STEAM”, promovido pela Carleton University, no Canadá; em 2018 foi pesquisadora vi-
sitante no projeto “Knowing from the inside: Anthropology, Art, Architecture
and Design”, liderado por Tim Ingold no Departamento de Antropologia da Universidade de Aberdeen, Escócia. 

Raimundo Lopes Diniz

Graduado em Desenho Industrial pela Universidade Federal do Maranhão (1997), Mestre em Design pela Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (1999), Doutor em Engenharia de Produção pela Universida de Federal do Rio Grande do Sul (2003) e Ergonomista Certificado pela Associação
Brasileira de Ergonomia (SisCEB) (2006) na categoria Sênior. Professor Titular da Universidade Federal do Maranhão, Departamento de Desenho e Tecnologia (Curso de graduação em Design), onde coordena as atividades do Núcleo de Ergonomia em Processos e Produtos (NEPP) e da Especialização em Ergonomia. É Docente Permanente do Programa de Pós-Graduação em Design (PPGDg-UFMA), Mestrado Acadêmico. É docente permanente do Mestrado Profissional em Ergonomia (PPErgo - UFPE). É docente colaborador do Mestrado Profissional em Design (DEART - UFRN). Foi membro da Diretoria
da Associação Brasileira de Ergonomia (ABERGO), gestão 2015-2017, como Secretário Geral. Bolsista Produtividade em Pesquisa da FAPEMA - Modalidade Doutor Sênior - Desenho Industrial.

Denilson Moreira Santos

possui graduação em Engenharia Mecânica pela Universidade Estadual do Maranhão (1990), Graduação em Física Licenciatura Plena pela Universidade Federal do Maranhão
(1990), Especialista em Engenharia Clínica pela Universidade Federal do Maranhão (2010), Mestrado em Ciência e Engenharia dos Materiais pela Universidade Fe deral de São Carlos (1999) e Doutorado em Química pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (2005). Atualmente é Professor Associado II do departamento de Desenho e Tecnologia e Professor permanente do Programa de Pós-graduação em Design da Universidade Federal do Maranhão, atual vice coordenador. Experiência na área de En genharia de Materiais e Metalúrgica, com ênfase em materiais poliméricos, cerâmi- cos e compósitos.

 

References

BUCHANAN, Richard. Design research and the new learning. Design Issues: Volume 17, Number 4, Autumn, p.3-23, 2001. CAPES. Documento da área Arquitetura, Urbanismo e Design. Site da Coordenação de Aprimoramento de Pessoal de Nível Superior. 2019. Disponível em https://www.gov.br/capes/pt-br/acesso-a-informacao/acoes-e-programas/avaliacao/sobre-a-avaliacao/areas-avaliacao/sobre-as-areas-de-avaliacao/colegio-de-humanidades/ciencias-sociais-aplicadas/arquitetura-urbanismo--e-design. Acessado em 27 de março de 2021.

COUTO, Rita Maria de Souza. Reflexões sobre a questão da interdisciplinaridade. In: COUTO, Rita Maria de Souza et al. Formas do Design: por uma metodologia interdisciplinar. 2. ed. Rio de Janeiro: Rio Book’s, 2014. p. 85-102.

DINIZ, Raimundo Lopes. Pós-Graduação em Design no Brasil: especificidades das regiões Norte e Nordeste. Diálogo com a Economia Criativa, Rio de Janeiro, v. 3, n. 7, p. 80-93, 14 abr. 2018

DINIZ, Raimundo Lopes. A Pós-Graduação em Design no Brasil: proposta de mestrado oferecida pela Universidade Federal do Maranhão (UFMA). Estudos em Design | Revista (online). Rio de Janeiro: v. 22 | n. 3, 2014, p. 57 – 69.

FONTOURA, Antonio Martiniano. A interdisciplinaridade e o ensino do design. Projética, Londrina, v. 2, n. 2, p.86-95, dez. 2011.

PPGDg. Relatório de Avaliação Quadrienal do PPGDg-UFMA submetido à CAPES. Não publicado, 2021.

SEINC. Comércio e serviços. Site da Secretaria de Indústria, Comércio e Energia do Estado do Maranhão. Disponível em https://www.seinc.ma.gov.br/?page_id=488, acessado em 25 de março de 2021.

Published

2021-10-18

How to Cite

Noronha, R. G. ., Diniz, R. L. ., & Santos, D. M. (2021). Challenges and perspectives on consolidation of Graduation Program in Design at UFMA: a look at the last quadrennium. DATJournal: Design, Art and Technology, 6(3), 220–245. https://doi.org/10.29147/dat.v6i3.450