O imaginário na narrativa dos suvenires

um estudo de caso do sítio arqueológico de Ingá

Authors

  • Elyziane Ferreira Borges
  • Nathalie Barros Da Mota Silveira

DOI:

https://doi.org/10.29147/datjournal.v7i2.610

Keywords:

Souvenir, Territory identity, Imaginary, Representation, Itacoatiaras of Ingá

Abstract

This article presents the study of the language of artefacts through the investigation of the narrative of souvenirs from the archaeological site of Ingá, in the state of Paraíba, Brazil. The research is based on the notions about the representation of local identity in the product and on the understanding of the imaginary as an identity element capable of being explored in the formal conception of souvenirs. For the analysis of the artefacts, semiotic principles regarding the syntactic and semantic dimensions of the product were used, the understanding of the sociocultural context of the souvenir, followed by the investigation of the touristic environment and the elements of the local imaginary linked to the Pedra do Ingá (Ingá’s Stone). The analysis of the souvenirs provided the conclusion about typologies of narratives that explore the prehistoric context of the archaeological heritage and the legends built based on ufological theories.

Downloads

Download data is not yet available.

Author Biographies

Elyziane Ferreira Borges

Graduada em Design pela Universidade Federal de Campina Grande (UFCG). Atualmente é mestranda em Design pelo Programa de Pós-Graduação em Design da mesma instituição, na linha de pesquisa Informação, Comunicação e Cultura.

Nathalie Barros Da Mota Silveira

Doutora e mestre em Design pela Universidade Federal de Pernambuco (UFPE), e graduada em Desenho Industrial pela Universidade Federal de Campina Grande (UFCG). Atualmente, é professora da Unidade Acadêmica de Design da Universidade Federal de Campina Grande (UFCG), coordenadora do Grupo de Pesquisa Morfologia do Objeto e Sistemas de Comunicação, sediado no Programa de Pós-Graduação em Design da UFCG, e pesquisadora do “O Imaginário”, sediado na Universidade Federal de Pernambuco (UFPE). Suas pesquisas e projetos dedicam- se a estudar a morfologia dos artefatos, a comunicação visual e a cultura material.

References

ALBINO, Cláudia Regina da Silva Gaspar de Melo. Os sentidos do lugar valorização da identidade do território pelo design. Dissertação de Mestrado apresentada à Universidade de Aveiro. UA, Aveiro, 2014.

ANDRADE, Manuel Correia de. A questão do território no Brasil. São Paulo: Hucitec, 2004.

BARBOSA, Ana Carolina; CAVALCANTI, Virgínia Pereira. Design, suvenir e cultura: abrangências da experiência turística. In: Blucher Design Proceedings, Belo Horizonte (MG), v. 9, n. 2, p. 3552-3560, out. 2016.

BARROSO NETO, Eduardo. Os territórios do design e a produção artesanal: um relato de experiências no Brasil. In: Territórios criativos: Design para a valorização da cultura gastronômica e artesanal. Belo Horizonte: Editora Atafona, 2017, p. 77-85.

BONSIEPE, Gui. Design, cultura e sociedade. 1 ed. São Paulo: Blucher, 2011.

BRAIDA, Frederico; NOJIMA, Vera Lúcia. Tríades do Design: um olhar semiótico sobre a forma, o significado e a função. Rio de Janeiro: Rio Books, 2014.

CARDOSO, Rafael. Design Para um Mundo Complexo. São Paulo: Ubu Editora, 2016.

DAMAZIO, V. Design, memória e emoção: uma investigação para o projeto de produtos memoráveis. In: MORAES, D.; DIAS, R. Á. (org.). Cadernos de estudos avançados em design: emoção. Minas Gerais: Barbacena, v. 8, p. 43-61, EdUEMG, 2013.

DOHMANN, Marcus. Coleções de objetos: memória tangível da cultura material. In: Coleções de Arte: formação, exibição e ensino. Rio de Janeiro, 2014.

_____. Cultura material: sobre uma vivência entre tangibilidades e simbolismos. Diálogo com a Economia Criativa, Rio de Janeiro, v. 2, n. 6, p. 41-53, set./dez. 2017.

HALL, Suart. Cultura e representação. Tradução: Daniel Miranda e William Oliveira. Rio de Janeiro: Ed. PUC-Rio: Apicuri, 2016.

IPHAN. Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional. Itacoatiaras do Rio Ingá (PB). http://portal.iphan.gov.br/pagina/detalhes/824. Acesso em 10 de março de 2021.

KAYA, Çiğdem; YAĞIZ, Burcu. Appropriation in souvenir design and production: A study in museum shops. In: ITU A|Z, Turquia, v. 12, n. 1, p. 127-146, mar. 2015. KRUCKEN, Lia; OLIVEIRA, Ágata M. B.; REYES, Paulo B.

KRUCKEN, Lia; MOL, André; LUZ, Daniela. (orgs.). In: Território + Gastronomia + Design: uma introdução. Territórios criativos: Design para a valorização da cultura gastronômica e artesanal. Belo Horizonte: Editora Atafona, 2017, p. 20-28.

LAPLANTINE, François; TRINDADE, Liana. O que é imaginário. 1ª edição Ebook. São Paulo: Editora Brasiliense, 2017.

MACHADO, Paula de Souza; SIQUEIRA; Euler David de. Turismo, consumo e cultura: significados e usos sociais do suvenir em Petrópolis-RJ. Revista Contemporânea. Rio de Janeiro, ed. 10, v. 6, n. 1, 2008.

MAFFESOLI, Michel. O imaginário é uma realidade. Revista FAMECOS. Porto Alegre: nº 15, agosto 2001.

MAYNARDES, Ana Claudia; VIANA, Dianne M.; SIQUEIRA, Nayara M.; QUEIROZ, Shirley G. Design, Cultura e Materialidade. DATJournal. São Paulo, v.5, n.3, p. 167-181, 2020.

MIRANDA, Paulo; PÊGO, Kátia. KRUCKEN, Lia; MOL, André; LUZ, Daniela. (orgs.). Reconhecimento do território através do método do design sistêmico de mapeamento geoiconográfico. Territórios criativos: Design para a valorização da cultura gastronômica e artesanal. Belo Horizonte: Editora Atafona, 2017, p. 195-206.

MORAES, H. P.; BRESSAN JÚNIOR; M. A.; BRESSAN, Luzia Liene. Crônicas de um rio: a paisagem de um imaginário coletivo e imagens de memória. In: Imagonautas - Revista Interdisciplinaria sobre Imaginarios Sociales. Puebla, México, nº 14, p. 128-145, 2019.

MUNTEÁN, László; PLATE, Liedeke; SMELIK, Anneke. Things to Remember: introduction to Materializing Memory in Art and Popular Culture. In: MUNTEÁN, L.; PLATE, L.; SMELIK, A. In: Materializing Memory in Art and Popular Culture. Routledge: New York, 2017.

NIEMEYER, Lucy. Elementos de semiótica aplicados ao design. Rio de Janeiro: 2AB, 2007.

OLALERE, Folasayo E. Solidifying Tourists Post-Travel Memories Through Souvenir. GeoJournal of Tourism and Geosittes. Year XIIIIII, vol. 33, n. 4, 2020, p.1456- 1461

PICHLER, MELLO R. F. C. I. de. O Design e a Valorização da Identidade Local. In: Design & Tecnologia, Rio Grande do Sul, v. 2, n. 4, dez. 2012.

RUSSO, Beatriz; HEKKERT, Paul. Sobre amar um produto: os princípios fundamentais. In: MONT’ALVÃO, Claudia; DAMAZIO, Vera (org.). Design, Ergonomia e Emoção. Rio de Janeiro: Mauad X, 2008, p. 31- 48.

SANTAELLA, Lucia. Semiótica aplicada. São Paulo: PioneiraThomson Learning, 2005.

SANTOS, Milton; SOUZA, Maria A. A.; SILVEIRA, Maria L. (org). Território: globalização e fragmentação. São Paulo: Hucitec, 1998.

SILVEIRA, Nathalie Barros da Mota. Morfologia do objeto: Uma Abordagem da Gramática Visual/Formal Aplicada ao Design de Artefatos Materiais Tridimensionais. Tese apresentada ao Programa de Pós- Graduação em Design da Universidade Federal de Pernambuco. UFPE, Recife, 2018.

SOUZA, Marcelo José Lopes de. O território: sobre espaço e poder, autonomia e desenvolvimento. In: CASTRO, Iná Elias de; GOMES, Paulo Cesar da Costa; CORRÊA, Roberto Lobato (Orgs). Geografia: conceitos e temas. 2ª Ed. Rio de Janeiro; Bertrand Brasil, 2000, p. 77-116.

VIHMA, Susann. On design semiotics. In: DARRAS, Bernard; BELKHAMSA, Sarah. Objets & Communication. França: Paris, nº 30-31, p. 197-208, l’Harmattan, 2009.

Published

2022-06-14

How to Cite

Borges, E. F., & Silveira, N. B. D. M. (2022). O imaginário na narrativa dos suvenires: um estudo de caso do sítio arqueológico de Ingá. DAT Journal, 7(2), 66–83. https://doi.org/10.29147/datjournal.v7i2.610