The manuscript and manuality as resistance and differentiation

Authors

  • Gisela Belluzzo de Campos

DOI:

https://doi.org/10.29147/datjournal.v6i4.500

Keywords:

manuality, decoloniality, 34th Bienal de São Paulo

Abstract

this text brings impressions and comments on a visit to the 34th Bienal de São Paulo, which took place between September and December 2021, with the mark of decoloniality. The exhibition showed to be surprising due to the amount of handwritten writings, letters, and reports, as well as hand-crafted images. These works contrast with the excess of technical images that flood our daily lives and make us know and feel the strength of productions composed with writings and drawings, with significant authorship marks, which reveal ways of life that resist the precepts of domination and globalization in political, social and artistic aspects.

Downloads

Download data is not yet available.

Author Biography

Gisela Belluzzo de Campos

Desenvolve pesquisas em design gráfico e arte contemporânea, com foco nas linguagens gráfica e visual. É Doutora e Mestre em Comunicação e Semiótica pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC-SP) e professora titular do Programa de Pós-Graduação em Design da Universidade Anhembi Morumbi (São Paulo).

References

BARBOSA, Ana Mae. Redesenhando o desenho. Educadores, políticas e histórias. Cortez: São Paulo, 2015.

CARDOSO, Rafael. Design para um mundo complexo. São Paulo: Cosac Naify, 2012.

FLUSSER, Vilém. O universo das imagens técnicas. Elogio da superficialidade. São Paulo: Annablume, 2008.

FLUSSER, Vilém. A Escrita: há futuro para a escrita? Trad. Murilo Jardelino da Costa. São Paulo: Annablume, 2010.

GALERIA JAIDER EISBELL, 2020. Disponível em http://www.jaideresbell.com.br/site/sobre-o-artista/ Acesso em 10 de nov. de 2021 Germano, Beta. Faleceu o artista angolano Paulo Kapela, 2020. Disponível em https://www.artequeacontece.com.br/faleceu-o-artista-angolano-paulo-kapela Acesso em 02 de nov. de 2021 ARTEQUEACONTECE

KIFFER, Ana. Corte/Relação: Antonin Artaud e Édouard Glissant. In OSE, Elvira Dyangani. (editora); 34ª Bienal de São Paulo: Faz escuro mas eu canto: catálogo. Vários autores. São Paulo: Bienal de São Paulo, 2021.

OSE, Elvira Dyangani. (editora); 34ª Bienal de São Paulo: Faz escuro mas eu canto: catálogo. Vários autores. São Paulo: Bienal de São Paulo, 2021.

SANTAELLA, Lúcia; NÖTH, Winfried. Imagem, cognição, semiótica, mídia. São Paulo: Iluminuras, 1997.

SANTOS, Boaventura de Souza. Para além do pensamento abissal. Das linhas globais a uma ecologia de saberes. São Paulo: Novos Estudos CEBRAP n. 79, novembro de 2007, pp. 71-94 34ª Bienal de São Paulo. Disponível em ttp://34.bienal.org.br/sobrea34?utm_source=Google& utm_medium=Search&utm_campaign=34_Bienal&utm_content=34_Bienal Acesso em 03 de nov.de 2021

Published

2021-12-21

How to Cite

Campos, G. B. de. (2021). The manuscript and manuality as resistance and differentiation. DAT Journal, 6(4), 196–207. https://doi.org/10.29147/datjournal.v6i4.500